Eu também sou professor!

Eu também sou professor!

O conceito é o de "mestre de ofício", o sistema pelo qual, durante séculos antes do advento da indústria moderna, os trabalhadores mais experientes disponibilizavam tempo e conhecimento para transmitir as habilidades profissionais para os jovens.

Um ensino feito de teoria, prática e, sobretudo, de contato humano, de relação direta para aprender não apenas um trabalho, mas também o gosto de fazêlo com paixão.

O Projeto Formare, lançado no Brasil pela Fundação Iochpe há 26 anos, leva este antigo - mas ainda relevante - conceito para grandes empresas, estruturando cursos de qualificação e formação para jovens das comunidades onde as empresas estão localizadas, ministrados por funcionários da mesma empresa. Eles se tornam "educadores voluntários" e são capacitados para passar seus conhecimentos aos jovens.

A Magneti Marelli adotou o Formare em 2004, um projeto que desenvolve atividades nas salas de aula construídas nas fábricas da Magneti Marelli em Amparo, Hortolândia, Lavras e Mauá.

Os cursos são definidos levando-se em consideração as atividades da Magneti Marelli e outras empresas da região. Além de matérias específicas, o curso também oferece disciplinas genéricas como saúde, segurança, comunicação e relacionamento, além de atividades de integração, como música, teatro, gestão compartilhada de uma horta...

Cada curso (reconhecido pelo Ministério da Educação do Brasil) recebe até 21 jovens e tem a duração de um ano. O aluno, que é selecionado na comunidade através de um processo que se baseia em testes, entrevistas e visitas domiciliares - que atestam a sua verdadeira necessidade de participar do projeto - recebe todos os benefícios para que possa frequentar os cursos de forma satisfatória, como transporte, bolsas de estudo, alimentação, assistência médica, dentre outros. Após a conclusão do curso, o aluno está pronto para entrar no mercado de trabalho, e pode vir a fazer parte do quadro de colaboradores da Magneti Marelli.

Isso vai depender do número de vagas disponíveis na empresa e também da idade do candidato, além de outros critérios de classificação, mas para os jovens que participam do projeto as esperanças são muito elevadas: de acordo com pesquisas da Fundação Iochpe, cerca de 85% dos estudantes que fizeram parte do Formare conseguem um emprego após o fim do curso.

Investimento na comunidade no Brasil

A estruturação das atividades de investimento na comunidade (Community Investment) da Magneti Marelli no Brasil começaram em 2007, com uma fase de análise que levou à implementação de comitês internos de avaliação nas regiões onde a Magneti Marelli está presente no país.

Os investimentos na comunidade estão focados em um público alvo específico: crianças e adolescentes (de 6 a 24 anos de idade) das comunidades onde as unidades produtivas da Magneti Marelli estão presentes.
Além da adesão ao projeto Formare, o compromisso da empresa inclui suporte a outros projetos e a realização de atividades de voluntariado corporativo.

 

O compromisso da Magneti Marelli com a educação

Em 2012, a atenção e o apoio para o desenvolvimento harmonioso das gerações mais jovens foi uma das vertentes mais importantes dos investimentos realizados pela Magneti Marelli globalmente em projetos com impacto social positivo nas comunidades em que o Grupo opera.
A convicção é que, de fato, contribuir para o bem-estar de uma comunidade, especialmente nos países em desenvolvimento, mas também em áreas de difícil acesso dos chamados países desenvolvidos, necessita primeiramente colocar em prática ferramentas concretas que acompanham o crescimento de crianças e adolescentes, incluindo o seu acesso à educação.

Os exemplos são numerosos: desde o apoio dado, na República Tcheca, a algumas creches que acolhem crianças desfavorecidas ou com deficiência, até o programa de bolsas de estudo lançado na Polônia ou o programa "Scholarship to University Youth" lançado na China. Mas, além de intervenções diretamente relacionadas com o mundo da educação, muitas vezes garantir o acesso à educação significa ajudar a satisfazer algumas necessidades básicas que vêm antes da escola, a partir da saúde.
É com isso em mente, por exemplo, que na escola média na aldeia de Thana Bas Hariya, na província de Manesar, Índia, a Magneti Marelli tem apoiado as atividades de "Eye Camp", um ambulatório de campo onde os médicos da ONG Acme Saúde puderam atender mais de 200 crianças e jovens, verificando as condições de saúde da visão, distribuindo medicamentos e, principalmente, óculos. O compromisso da Magneti Marelli na Índia foi além, tendo o cuidado de proporcionar às crianças e adolescentes mais pobres e desfavorecidos blusas e roupas adequadas para enfrentar os meses de inverno, além de "kits escolares", com todo os materiais necessários para o estudo: dicionários, cadernos, pastas plásticas, livros, lápis, borrachas. Uma doação que beneficiou 65 alunos.